26/07/2017

[Resenha Internacional #12] A Filha | Jane Shemilt

| |
Imagem do Google
Edição: 1ª


Gênero: Ficção Inglesa


Editora: HarperCollins


Páginas: 320


Autora: Jane Shemilt


Sinopse:  A NOITE DO DESAPARECIMENTO
Ela me contava tudo. A polícia, a foto dela. Isso vai ajudar. Mas a foto não mostra como seu cabelo brilha como ouro sob o sol, ela tem uma pintinha bem embaixo da sobrancelha esquerda. Ela rói as unhas. Ela nunca chora. Ela ama o outono, eu quis contar aos policiais. Ela coleciona as folhas que caem, como uma criança. Ela é só uma criança. POR FAVOR, ENCONTREM MINHA FILHA.

UM ANO DEPOIS
Naomi permanece desaparecida. Jenny, sua mãe, está obcecada. A família despedaçou. Será que descobrir a verdade sobre Naomi é a única forma de salvar essa família? Ou a verdade vai destruí-la de vez?

Resenha: Jenny é uma médica de clínica geral e mãe de três filhos (os gêmeos Ed e Theo, e a filha mais nova Naomi). Casada com Ted um neurocirurgião e aparentemente tem uma família perfeita, com uma casa perfeita e filhos perfeitos. Viciada no trabalho, ela quase não dá atenção aos filhos e como desculpa, diz que as crianças devem crescer independes, para tornarem-se adultos de sucesso. Quando Naomi de apenas 15 não volta para casa depois de uma apresentação no teatro da escola, a vida perfeita desmorona e mostra que na verdade é uma rede de mentiras criadas por ela mesma.
A filha é um livro muito emocionante, é contado a partir do ponto de vista de uma mãe que teve a filha mais nova sequestrada. Embora ele seja muito bom, devo ressaltar alguns pontos do livro que não gostei.

1º Desequilíbrio: A escritora é uma médica formada, igual a sua protagonista, isso influenciou e muito o enredo da história. Em vários pontos do livro Jenny, a personagem, usa jargões médicos e não explica os significados deles. Nesse ponto a autora pecou um pouco, pois descreveu muitas coisas desnecessárias e em outras partes do livro em que a riqueza de detalhes seriam mais importantes, ficou um pouco a desejar.

2º Monotonia: Acho que não vou precisar dizer muito, na metade no livro a história começou a pesar e a ficar muito arrastado. A história não evoluía e começou a enrolar, a dar sono e por várias vezes deixei o livro de lado. Em certo ponto até disse estar arrependida de ter comprado ele, mas persisti.


3º QUE FINAL FOI AQUELE?????????? Cadê a continuação produção????

Seria muito bom se o livro tivesse uma continuação. Como esse é primeiro livro publicado da autora, creio que sua escrita ainda pode evoluir e com toda certeza darei uma segunda chance a ela.